segunda-feira, 15 de maio de 2017

RESENHA: Livro "O casal que mora ao lado" de Shari Lapena

Hey seus lindos, tudo bem!? Olha a resenha da semana...mais um thriller pra indicar(ou não) pra vocês. Preparados? Então vem...

TÍTULO: O casal que mora ao lado
AUTOR: Shari Lapena
PÁGINAS: 294
EDITORA: Record
 É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa; afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando. 
Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Logo o rapto da filha faz Anne e Marco se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.
O casal que mora ao lado é um thriller escrito pela autora Shari Lapena narrado em terceira pessoa. Dividido em 27 capítulos, o livro possui 294 páginas e teve seu lançamento pela Record em abril de 2017 com edição em brochura, de qualidade, sem erros de revisão ou diagramação.

Anne e Marco formam um casal na casa dos 30 o que pode ser considerado comum. Com uma bebê de 6 meses sem a babá para cuidar na fatídica noite, eles resolvem não recusar o convite do casal vizinho Cynthia e Graham para uma reunião íntima. Mas naquela noite tudo que poderia dar errado deu!

Como as duas casas eram uma do lado da outra, como uma mesma construção, eles resolveram não levar a bebê para a casa dos vizinhos a pedido de Cynthia, que não gosta de crianças. Para continuar de olho na filha, eles decidiram revezar uma visita de 30 em 30 minutos ao quarto onde Cora dormia. Já no fim da festa, quando Anne já estava mais do que incomodada com o flerte da sedutora Cynthia em cima do seu marido, eles resolvem ir embora quando são surpreendidos ao perceberem a porta da frente aberta, e pior, o sumiço de Cora.

Então um caos começa na vida dessa família, que inclui os pais de Anne, os quais sempre ajudaram o casal financeiramente apesar de nunca terem se dado bem com Marco. Uma corrida contra o tempo para descobrir como, o quê, e por que aquilo tudo aconteceu, além de, claro, recuperar a criança. Rasbach, o detetive responsável pelo caso, antes de julgar a irresponsabilidade do casal de ter deixado a criança sozinha em casa, tenta enxergar com os olhos da experiência o que provavelmente aconteceu. Uma das suas teorias é a participação direta dos pais no sequestro (como assim, gente?).

Podres, podres e mais podres começam a aparecer vindo de todos os lados, alguns logo no início do desenrolar da história e outros, obviamente mais no fim, mas não são poucos. O casal vizinho com hábitos excêntricos, os pais de Anne extremamente ricos, a crise não comentada na empresa que Marco possui e a depressão pós-parto que Anne enfrenta são fatos que levam o leitor a raciocinar e se surpreender bastante para chegar a alguma conclusão.

Um thriller redondinho, clichê mas coerente que consegue agradar aos amantes e simpatizantes do gênero. A leitura é fluida, sem rodeios ou confusão, o que ajuda. Não espere algo extraordinário, espere apenas um livro bom e com personagens na medida. A autora não errou mas pode surpreender bem mais no próximo. Indico? Sim, claro, mas vá com calma, Shari Lapena não é nenhuma Gillian Flynn. 😉

12 comentários:

  1. Parece ser um bom livro, gosto quando não há rodeios na história deixando tudo bem claro. Ainda não tinha ouvido falar sobre este livro, porém, me despertou a curiosidade ainda mais por ser um Thriller.
    Ótima resenha Goku. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom sim, clichê mas muito bom, vale à pena. Pra um debut a autora se garantiu!

      Valeu, Wolverine, abraço =D

      Excluir
  2. Antes de tudo, tenho que registrar que adorei bastante a capa do livro, rs. Muito elegante.

    Não conhecia esta autora, Rodrigo, e a história muito menos. Confesso que gostei da história ao ler tua resenha.

    Ótimo passatempo e um bom entretenimento, estou certo?

    Abraço forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um ótimo entretenimento sim. Para o gênero é um livro ok, tem muitos melhores. Mas é uma boa leitura com certeza!

      Abração!

      Excluir
  3. hey, eu n conhecia o livro e confesso que nao sou fa do genero kkk mas esse realmente parece ser bem interessante, pelo menos p mim q n sou uma expert kkkk
    ah, e msm n sendo aquele wow ( como vc comentou) pelo menos foi um entretenimento certo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, pois é, foi um bom entretenimento sim. Espero que num próximo livro a história impacte mais!

      Excluir
  4. Olá, tudo bem?

    Não conhecia o livro e nem a autora, por isso já estou desejando-o ardentemente. Eu adoro ler bons thrilles, mesmo que as vezes eles caiam no clichê. Gosto dessa sensação de suspense e de mistério, e adoro ver como o "crime" vai sendo desenrolado e como a autora cria mecanismos para mexer com o leitor. Se tivesse que apostar minhas fichas em alguém, seria na mãe, não sei bem o motivo. Mas, como sou bem azarada com essas coisas, possivelmente passei bem longe haha Adorei a resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acaba sendo surpreendente, não tanto o quanto esperava mas foi. Alice, se vc é fã então leia mesmo ;)

      Excluir
  5. Oi, Rodrigo!
    Como é que você faz isso comigo, rapaz? O que acontece? PRECISO LER ESSE LIVRO AGORA! HAHAHA
    Excelente trabalho nessa resenha! Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Ariel, muuuuito obrigado!
      Enfim, se quiser depois de ler vir trocar figurinha, estamos aqui =D

      Excluir
  6. Ando tendo uma quedinha por thriller depois q li "A caixa de passaros", e pela a sua resenha esse já me encantou... A historia parece render um bom suspence rsrs ... Bjos e sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, mas "Caixa de Pássaros" é bem mais pesado rsrs. Esse aqui é bem Thriller mesmo, sem terror, de qualquer forma acho que iria gostar.
      Bjo e obrigado pela visita!

      Excluir

TWITTER