terça-feira, 25 de abril de 2017

RESENHA: Livro "O que o inferno não é" de Alessandro D'avenia

Dia de resenha por aqui. Um livro lindo que me encantou da primeira à última página. Sem demora vamos ao que interessa...
.
                                                                                                                                                  
TÍTULO: O que o inferno não é
AUTOR: Alessandro D'avenia
PÁGINAS: 384
EDITORA: Bertrand
Um romance do autor de Branca como leite, vermelha como sangue
A escola chegou ao fim, e o verão se abre à frente de Federico, tal como Palermo, sua deslumbrante e misteriosa cidade. Enquanto se prepara para estudar em Oxford, o garoto de 17 anos encontra 3P, o professor de religião, padre Pino Puglisi. Ele não se ofende, sorri. 3P o convida a ajudá-lo com as crianças do seu bairro antes que ele viaje. Quando Federico atravessa a passagem de nível que separa Brancaccio do restante da cidade, ainda não sabe que nesse exato instante começa sua nova vida, a verdadeira. 
À noite, volta para casa sem bicicleta, com os lábios arrebentados e a sensação de ter descoberto uma realidade totalmente estranha, mas que lhe concerne de perto. É o emaranhado de ruelas controladas pela Cosa Nostra. É também onde moram muitos que não renunciam à esperança de uma vida que os leve tão longe quanto a bola que recebe um chute muito forte.
O que o inferno não é é um livro narrado intercaladamente em primeira e terceira pessoa. Abordando temas como o tráfico italiano, religião e socialização, o livro do autor Alessandro D'avenia foi lançado em Março de 2017 no Brasil pela editora Bertrand. O livro possui 384 páginas com capa de brochura.

Padre Pino é um senhor com seus 56 anos que é tão dedicado a ajudar os outros quanto é a Deus. A todo momento está preparando algum evento na precária igreja onde celebra suas missas. Usa a sua fé em Deus e seu dom da palavra para recrutar e resgatar jovens das ruas e do mundo do crime, este que é dominante em Brancaccio.

Brancaccio é um distrito da cidade de Palermo, na Itália. O próprio lugar é um dos protagonistas do livro. A máfia italiana é a dona da província e praticamente da população. Crianças aprendem sobre o mundo do crime desde cedo pois é sua realidade. O medo transforma as famílias em reféns e influencia na criação de seus filhos fazendo das novas gerações possíveis seguidores do temível destino desgraçado. Aí é que entra o Pe. Pino, vulgo 3P. A principal ameaça  dos "donos" de Brancaccio.

O 3P também é professor de religião na escola em Palermo, na parte rica da província e é a partir dela que ele faz seu mais improvável discípulo: Federico é um rapaz de 17 anos, apaixonado por poesia, de família rica e está se preparando para uma viagem para a Inglaterra, onde pretende ingressar sua formação superior. Mas um convite do Pe. Pino para uma "mãozinha" com os meninos do futebol em Brancaccio muda a sua vida.

Federico conhece uma realidade distante da sua mas que ao mesmo tempo mora logo ao lado. As dificuldades e perigos que aquelas crianças vivem e o trabalho incansável do 3P para mudar o futuro dessas pessoas toca o coração do jovem assim como o faz enxergar que a vida real nem sempre é aquela que escolhemos enxergar. No meio daquela cidade tão bagunçada, chamada muitas vezes de Inferno, ele encontra o amor e uma bondade que nem ele sabia que existia dentro de si

Percebemos nessa obra como um trabalho, acima de tudo humanitário, muda a vida das pessoas de formas tão diferentes mas sempre importantes. A visão limitada que temos da realidade da vida é o que, de fato, nos cega. Um livro que não tem uma grande trama, o que não o impede de ser cativante quando nos apaixonamos pelos personagens e até quando levamos um tapa na cara toda vez que nos mostra o quão egoísta somos quando engradecemos problemas que sabemos serem pequenos.

Espero que tenham curtido, seus lindos! Beijo na alma!

10 comentários:

  1. Hello!
    Vontade de ler principalmente por conta da máfia italiana, fico interessada nesse assunto. Gostei do fato de Frederico não fechar os olhos para a realidade a sua volta como a maioria das pessoas fazem. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mudança no personagem Frederico é inspiradora. Torcendo pra você ler...

      Excluir
  2. Nossa que interessante! Eu nao sabia desse livro não mas vou procurar para poder ler porque me despertou curiosidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, então, espero que goste, a mim agradou muuuito!
      ;)

      Excluir
  3. Realmente pela sua resenha se percebe que é um livro que nos faz pensar, gosto de livros assim. Obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por nada ;)
      É um livro que dá pra refletir bastante sobre nossa sociedade.

      Excluir
  4. Não conhecia este livro, achei interessante o tema, as pessoas deveriam ler e começar a pensar em ajudar o próximo ao invés ficar preso no seu próprio mundinho. Está faltando caridade neste mundo. Ótima resenha. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caridade, visão, bom senso...o mundo tá bem bagunçado e SÓ precisa =/

      Excluir
  5. Não conhecia livro.
    Adorei sua resenha, muito bem escrita, e me deixou com vontade de ler.
    Parabéns! Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, muito obrigado Thayama. Espero que um dia possa lê-lo.

      Excluir

TWITTER