terça-feira, 10 de janeiro de 2017

RESENHA: Livro "Depois daquela montanha" de Charles Martin

Hey pessoas! Como estão? Depois de me recuperar uns dias dessa leitura, finalmente me senti pronto (eu acho!) pra trazer a resenha para vocês. Vamos descobrir o porquê todo desse drama...

Depois daquela montanha é um livro de Charles Martin com 304 páginas lançado em 2016 pela Editora Arqueiro. Narrado em primeira pessoa pelo personagem Ben Payne, a história intercala entre romance, drama e aventura.

Ben Payne é um médico ortopedista que está tentando voltar para casa depois de uma estadia em Salt Lake City, cidade norte-americana. Seu voo está mais do que atrasado por conta de uma tempestade que promete paralisar todos os aeroportos da região. O médico tem pressa de voltar pra casa pra poder ficar perto de sua esposa e principalmente atender todos os seus pacientes marcados para o dia seguinte.

Na espera, ele conhece uma moça bonita e extremamente interessante chamada Ashley. Ela é jornalista e está desesperada com o atraso, pois se casará no dia seguinte. Os dois iniciam uma conversa sem malícia, apenas simpatia e gentileza por compartilharem da mesma tomada para recarregar a bateria de celular.

Após saberem que o seu voo está, de fato, cancelado, cada um segue seu caminho para o hotel. Mas antes disso Ben consegue um voo particular com um senhor simpático que nem imaginaria que seria seu herói. Sensibilizado pela urgência da viagem de sua nova colega, ele o convida para seguir com ele, de carona. Ela fica mais do que agradecia e os três iniciam a viagem que mudarão suas vidas para sempre.

Durante o voo Grover, o piloto, tem um infarto, e o avião cai nas montanhas mais congeladas e desertas do estado. Milagrosamente o piloto consegue pousar de um jeito que o avião não caia de forma súbita, uma espécie de voo forçado. A triste, sofrida e inacreditável aventura se inicia em um lugar onde não está no alcance de ninguém mais. O voo não foi registrado devidamente por conta do tempo, e nenhum dos passageiros avisou a alguém que faria a viagem privada. Portando eles estão por conta própria, feridos e lutando pela sobrevivência  numa espécie de inferno branco.

 A grande amizade e admiração que nascem entre Ben e Ashley são os sentimentos mais intensos que poderiam existir na história. Ben ama sua esposa, que está distante, mas agora ele está perdido com uma mulher linda, forte e noiva e ela precisa irrefutavelmente de sua ajuda. O fato de ele ser médico e esportista desde criança são fatos cruciais para que ele possa aguentar os danos da tragédia o máximo possível. Ashley também tem um histórico que favorece diretamente em sua jornada.

Os personagens são incrivelmente carismáticos e no meio de tanto sofrimento é possível se pegar rindo de alguns diálogos, principalmente vindo de Ashley, que enfrenta a situação com o sarcasmo necessário para maquiar o desespero e a esperança que ás vezes foge dos dois. Ben já é mais calado, se concentra na ação e na matemática da sobrevivência. A natureza selvagem e os sentimentos que nascem em ambos são os principais inimigos dos protagonistas.

O livro me conquistou de uma forma tão grande que eu devorei quase todo em um único dia. Apesar do tema principal ser uma tragédia, uma triste aventura, as memórias e declarações do protagonista sobre amor e dedicação são os momentos mais lindos da obra. Foi um dos melhores livros que li nos últimos tempos e certamente merece todas as estrelas possíveis. Eu me derretia mais do que a própria neve tão bem descrita na história...

Espero que tenham gostado da resenha. Beijo na alma.


Não se esqueçam de se inscrever no recém criado canal do Blog no YouTube 😉 ↓↓↓



23 comentários:

  1. Olá Rodrigo, tudo bem?
    Nossa já li muitas resenhas desse livro e todas muito positivas, mas a sua está tão cheia de empolgação que não tem como não me sentir instigada na leitura. Saber que esse é um dos melhores livros que você já leu me sexou super curiosa. Dica anotada. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, foi o último livro que realmente me impactou. Vou indicá-lo pra sempre! <3

      Excluir
  2. Olá, confesso que não conhecia este livro, mas fiquei bastante interessada por causa da sua resenha, principalmente porque o livro envolve romance e aventura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você irá gostar. Breve terá o filme!

      Excluir
  3. Menino, eu vi o livro nos lançamentos da Arqueiro, não solicitei, pois achei que não iria gostar, mas sua resenha me fez repensar, pra mim, não deixa de ser juvenil, mas um juvenil interessante. Parabéns pelo texto, como sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, na minha visão não se encaixa no gênero juvenil. De qualquer forma, acho que você vai curtir.

      Excluir
  4. Nossa, eu adorei! Parece ser muito bom ♥ Já achei a premissa interessante, ao ler por completo então, deve ser bem legal! :D E em livros assim é bem importante ter bons personagens ☺ Flores no Outono 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os personagens são maravilhosos! De verdade!

      Excluir
  5. Rodrigo, como vai?
    Estou louca menino para ler esse livro que você nem imagina, a edição parece ser linda a história bastante envolvente.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Arqueiro, como sempre, caprichou. Sou apaixonado pela capa <3

      Excluir
  6. Oie
    que ótimo saber que vc leu em um dia pois parece ser realmente bom, fiquei muito curiosa e espero poder ler em breve pois vi muitas outras resenhas falando bem e parece realmente ser um tema ótima de ler, gostei

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não o li em um dia, mas foi quase rsrs.

      Excluir
  7. Olá,
    Legal saber que o livro não é só tragédia né.
    Porque eu realmente pensei que fosse algo bem triste, gostei de saber dos pensamentos que tem também.

    http://euinsisto.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é só tragédia...é muito amor também =')

      Excluir
  8. Oie Rodrigo
    Adorei!! Ainda não tinha visto resenha desse livro e fiquei bem encantada com suas impressões. Bom saber que mesmo com algumas tristezas a gente pode sempre encontrar algo de bom... em tudo!
    Dica anotada!!
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, é essa a essência do livro. Filtrar coisas boas e aprendizados mesmo nos piores momentos.

      Excluir
  9. Gostei a Arqueiro me enviou o primeiro capítulo tá na tela do meu not mas não sei achei que fosse autobiográfico. Sua resenha me ajudou é próximo livro a ser lido. Me lembrou a Cabana de eu pesava que era coisa de publicação de pastor e acabou que me apaixonei pelo livro .vou seguir sua dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li "A Cabana", mas esse posso indicar com segurança.

      Excluir
  10. Nem conhecia o livro, mas pela sua resenha vou comprar. Me cativou. Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  11. Oi :D

    Eu li este livro, mas não consegui me conectar à história e personagens como você. Achei a leitura um pouco cansativa e em certos momentos a narrativa me pareceu arrastada. :(

    Acho que o problema foi eu ter me deixado levar pelas expectativas, que estavam ENORMES quando comecei a leitura. Isso atrapalhou um pouco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, isso acontece comigo às vezes. Mas aprendi a criar expectativas durante a leitura e não anteriormente com opiniões alheias. É difícil, mas dá pra conseguir hehe.

      Excluir
  12. Poxa, que bom que o livro mexeu tanto contigo e foi tão significativo. A capa me deixou bem curiosa, acho q vou aceitar a dica!

    ResponderExcluir

TWITTER