sexta-feira, 27 de maio de 2016

INDICAÇÃO : Filme "A Delicadeza do Amor" (La Déllicatesse)

Cuida que hoje tem indicação! Trago pra vocês um filme que estava na fila e dessa vez foi! Assisti no último sábado e chorei pencas e me emocionei bastante. Então não poderia deixar de dar essa dica para meus adorados leitores. Vamos nessa então...

Nathalie é jovem, bonita, tem um casamento perfeito e leva uma vida tranquila, com tudo no lugar. Contudo, quando seu marido vem a falecer após uma acidente, seu mundo vira de cabeça para baixo. Para superar os momentos tristes, ela decide focar no trabalho e deixa de lado seus sentimentos. Até o dia em que ela, sem mais nem menos, tasca um beijo em Markus, seu colega de trabalho e os dois acabam embarcando numa jornada emocional não programada, revelando uma série de questões até então despercebida por ambos, o que os leva a fugir para redescobrir o prazer de viver e entender melhor esse amor recém-descoberto.
Sinopse by adorocinema.com


A Delicadeza do amor é um filme de romance/comédia/drama francês estrelado pela maravilhosa Audrey Tautou (O Fabuloso destino de Amélie Poulain) e por Fraçois Damiens (A Família Bélier). Com estreia na França em novembro de 2011, o longa só chegou ao Brasil em maio de 2012 pela California Filmes.

Delicadeza, Sutileza, Beleza... tantos adjetivos cabem nesse filme que o post ficaria enorme se eu incluísse todos. Nathalie se encontra numa posição de comodismo (no bom sentido) que é o sonho de qualquer pessoa que visa ter uma vida tranquila: estabilidade profissional e uma vida amorosa de felicidade plena. Porém o destino (ou Deus, ou qualquer outra coisa em que você acredite que faça sentido) resolve aprontar com ela: seu marido sofre um acidente e não resiste.

O mundo de Nathalie obviamente cai! O Homem que ela amava, admirava, que era perfeito...se foi. Passados alguns dias, ela tenta retornar ao seu trabalho na empresa de advocacia. Seu foco agora seria esse, já que ela não se imagina reconstruindo a vida amorosa. Afinal, ela não estava sozinha por opção, o homem que amava morreu, mas o amor ficou.

Três anos se passam e a protagonista continua sozinha, mas sua carreira deslancha, ocupando um cargo importante na empresa, sendo vista por muitos como uma "dama de ferro" que só pensa em trabalho, trabalho e mais trabalho. Num certo dia estava perdida em seus pensamentos, sozinha em sua sala, quando é procurada por um colega questionando sobre um caso. Ela ainda absorta num gesto impensado tasca-lhe um beijo, um super beijo! 

O Homem que foi atacado beijado por Nathalie se chama Markus, um sueco alto, desajeitado, estranho, passa facilmente despercebido por todos na empresa, inclusive por ela. Desde esse dia, o rapaz se apaixona loucamente pela "patroa", fica imaginando o que ela está pensando e jura que o que aconteceu foi de propósito, consciente... e no dia seguinte a procura para repetir o beijo. Um fracasso!

Nathalie mal o reconhece no dia seguinte, não lembrava do bizarro fato ocorrido. Tenta dispensá-lo da forma mais educada possível, tentando soar compreensível sobre o fato de ter feito o que fez. Ela definitivamente não estava preparada e nem queria relacionamento algum, principalmente com aquele homem tão estranho. 

Markus é um homem carente, sem amigos, rejeitado. Nathalie enrijeceu seu coração, se fechou. Mas incrivelmente aquele "incidente" gera uma certa generosidade nela que a deixa curiosa sobre aquele homem apaixonado e sonhador. E nele, gera a vontade de conquistá-la, mesmo que a seu modo excêntrico e singelo.

Um filme romântico de verdade, onde a sutileza dos atos da conquista fazem com que pareçam imensos, de tão verdadeiros e puros que são. Uma montanha-russa de sentimentos e emoções que vão da felicidade concreta,  perda, superação, até chegar a um recomeço. 

O Filme tem uma fotografia lindíssima, típica das boas produções francesas. Atuações impecáveis e trilha sonora então, nem se fala! É muita "babação de ovo" e "pagação de pau", mas desculpem, não tem como falar mal desse filme onde a beleza já começa pela delicadeza da capa! <3

Gostou da indicação? Então comente e corra pra assistir que esse tem na Netflix, ahaha!

TRAILER


16 comentários:

  1. Oi Rodrigo, tudo bem? É simplesmente impossível não amar filmes franceses. Na minha antiga faculdade eles faziam mostras de cinema francês, foi numa dessas que conheci a Amélie Poulain, e foi também quando começou meu amor por francês. A história, a fotografia, as locações, a química entre os atores, tudo te envolve de uma maneira, que você termina de assistir e se sente mais leve. A maneira com que eles fazem cinema é bem diferente do jeito americano ao qual estamos acostumados, e eu gosto muito de mudar de "ares", isso faz bem para nossa criatividade, e para nós como pessoas. Fiquei incrivelmente encantada com o trailer, é uma excelente indicação, e compreendo porque você ter chorado rs Se você não tem costume de assistir filmes franceses, procure alguns, você irá se surpreender. Ótimo final de semana! Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi, como vai?
    Os filmes franceses são apaixonantes, ricos em conteúdo, muita criatividade, além do cenário maravilhoso dos que são gravados na França. Não conhecia o filme, e já sei que vou chorar também, impossível não fazer assistindo filmes franceses. O trailer é divino, obrigada pela dica!
    http://www.cristinadeutsch.org/
    Saudações literárias.
    Beijos no ♥

    ResponderExcluir
  3. Olááá! Olha que filme maravilhoso para se assistir em um domingo, quando não tem nada programado para fazer!! haha. Gostei da história do filme, ter estabilidade e uma pessoa que nos ama é maravilhoso, contudo, na vida nem tudo são flores não é?! A Dama de Ferro, gosto deste título.

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  4. Oii,

    Não conhecia esse filme e gostei da premissa do mesmo. Gosto de filmes românticos e com certeza vou ver esse filme. Ótima dica e resenha.

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, que filme legal! Apesar de não ser uma amadora dos filmes franceses, esse parece ser muito interessante e tem um título lindo, que faz pensarmos no amor. Vou procurar assistir, obrigada pela indicação!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. OI, Rodrigo
    Aiii que filme é esse? Adoro longas com essa temática.
    Amo filmes românticos e que trazem bastante verdade. Amei demais a dica e vou anotar o nome, porque sem sombra de dúvidas vou querer assistir. Espero não chorar muito.

    ResponderExcluir
  7. Eu já trive vontade de ver esse filme, acho que cheguei a começar mas o enredo não me prendeu muito.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gosto de filmes românticos e não conhecia esse, vou procurar pra assistir e ver se ele me agrada como muitos outros ;)
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Rodrigo tudo bem, sempre vi esse filme nos canais fechados, mas nunca tinha assistido pode acreditar, mas depois do seu post mudei totalmente a percepção, então vou deixar a dica anotada, por que ver filme é meu programa favorito. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Rodrigo, tudo bem? Não conhecia o filme e apesar do ótimo texto sobre, eu não me interesso muito por filmes com essa pegada.
    Grande abraço.

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  11. Adoro filmes franceses, sou fã da Audrey Tautou e simplesmente amo filmes que me fazem chorar (quanto mais melhor), então claro que me interessei por esse. Sou uma ET e não tenho Netflix, rs, mas vou querer assistir assim que possível.

    beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Olá Rodrigo, apesar de ainda não ter assistido o filme inteiro já assisti alguns trecho, a fotografia é muito boa como você mesmo comentou uma marca do cinema francês e o enredo parece pelos seus comentários estar delicado e bem trabalhado *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  13. Olá, não conhecia esse filme, adorei as imagens que você selecionou para ilustrar, a fotografia deve ser mesmo incrível.
    Espero poder conferir em breve.

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. ai não pelo amor, de choro ja basta o do fim de semestre filme não aguento kkkkkkk

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    O filme de verdade parece ser bem lindo e romântico... e lento, o que não me agrada, ando meio sem paciência para este tipo carregado de drama lento.
    Mas deixarei anotado para quando tiver de ver algo do tipo.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Eu adoro filmes românticos, mas pelo jeito, se eu ler esse vou acabar me afundando em lágrimas hehe não sou muito sensível, mas esse filme parece ser bastante tocante.
    Beijos <3

    ResponderExcluir

TWITTER