sábado, 7 de novembro de 2015

RESENHA : FILME "Amy, A Garota por trás da Fama - 2015"

Olá pessoas! Como estão? Hoje trago-lhes uma breve resenha da minha experiência assistindo o Documentário "Amy" que estreou na última semana de Setembro no Brasil.



Assisti o filme na última quarta (4/11) com amigos da Faculdade no Cinema do Dragão(Centro Dragão do mar de Arte e Cultura) onde foi exibido com exclusividade aqui na Cidade de Fortaleza-CE. Estávamos muito ansiosos pelo filme. Todos somos um pouco fãs ou apenas curiosos pela Carreira da Amy. O Longa já vinha sendo bastante elogiado pela crítica do mundo todo e isso atiçou mais ainda a vontade de vê-lo. Pegamos uma sessão de 14:30. Horário mais acessível para todos  e então enfim fomos prestigiar o filme...ou posso dizer o contrário, fomos prestigiados!

O Documentário conta exatamente como a vida da cantora realmente começou a acontecer quando ainda adolescente saiu de casa pra morar com uma amiga logo após a separação dos pais. A Artista que já tinha conhecimento do próprio talento começou então a dar os primeiros passo na carreira.

O Filme conta com registros de fotos e vídeos caseiros, notícias de jornais, Telejornais, Rádios e programas de TV. Além de depoimentos exclusivos com pessoas próximas que conviveram e fizeram parte da vida de Amy...além de claro, muita música!

Durante a sessão é possível dar umas risadas de alguns trechos de entrevistas ou cenas de videos pessoais no qual nos mostra a cantora sendo genuinamente ela mesma! Mas não são tantas.Os momentos mais comuns são realmente de tristeza e revolta. Você pode chamar de clichê frases como "dinheiro não é tudo","Cuidado com as companhias", "O Amor é Cego", "Droga é uma droga!". Mas lhe garanto que assistindo ao longa você pode justificá-las e talvez repensar se o clichê as vezes, é ou não importante nas suas decisões.

Nunca julgaria as atitudes feitas pela Amy, pois tudo é reação de alguma ação que ela fez, ou fizeram a ela. Até porque o objetivo do filme é tentar mostrar tudo que realmente aconteceu até à sua morte. Não é encobrir, maquiar nem justificar nada. 

As Sessões do filme aqui em Fortaleza foram renovadas.Veja se na sua cidade ainda está sendo exibida e não exite em assisti-lo. É muito emocionante e como o título já diz mostra a história por trás fama, das notícias postadas na redes sociais e fofocas da época, das especulações e julgamentos de pessoas que assistiam de longe, de fora.
Espero que tenham curtido. Bjo na Alma!


Trailer:

18 comentários:

  1. Oi, Rodrigo!! Está aí um documentário que quero muitooooo ver. Quando fiquei sabendo, tive medo de exploraram demais, apenas os momentos triste vividos por ela, sabe? Mas pelo visto não foi o que aconteceu. Parabéns pela resenha, pois realmente, as contingências as quais ela estava exposta com certeza contaram no seu comportamento auto destrutivo, e não podemos sequer julga-la por isso. Arrasou, garoto!
    Beijos, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado! É uma história muito forte e o filme é maravilhoso!Bjo

      Excluir
  2. Minha irmã adooooooraaaa!!!
    Não sei se eu curtiria, mas quem sabe...
    Gostei do teu blog, primeira vez aqui *.*
    Sucesso!!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado,comecei o blog agora e muito estar por vir! Apareça sempre e diga a sua irmã pra ver o filme! Hahaha
      Bjo

      Excluir
  3. Adorei a resenha. O filme me emocionou com certeza! Ah, preciso dizer que aprendemos as mesmas coisas com o filme, mas principalmente a questão das companhias né? Enfim, fomos prestigiados por tão grande talento e podemos aprender com a vida dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim! Fomos prestigiados com a história triste de uma artista maravilhosa...mas o que fica são as lições!

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?

    Gostei bastante da sua resenha. Eu não era fã da Amy, mas fiquei bastante sentida quando ela morreu. Vou ver se encontro esse filme para eu assistir, e conhecer um pouco mais sobre a vida dela.

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi....Sempre gostei muito da Amy e estou louca para assistir esse documentário.
    Amei sua resenha!

    Beijos!

    http://meninasnaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Rodrigo,

    Essa mulher canta muuuuuito! Parabéns pela resenha!

    Beijos

    http://meninasnaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Rodrigo!
    Não sabia que esse documentário iria para os cinemas. Gosto de filmes assim, pois nos faz conhecer mais sobre os artistas que gostamos. Pelo visto vale a pena ver e entender tudo que a Amy passou. Amei o post!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado e não perca a oportunidade de assistir. Bjs

      Excluir
  8. Olá Rodrigo.
    Eu nunca fui fã da Amy e confesso que nem conhecia muito ela antes da morte dela. Mas após o ocorrido que eu fui buscar mais sobre ela (porque gosto de saber o passado da pessoa) e descobri coisas muitos tristes e esse filme será mais uma porta para enriquecer minha pesquisa.

    ResponderExcluir
  9. Quero tanto ver esse documentário, mas ninguém me convidou! Y_Y

    Mas devo confessar que o texto só aumentou minha vontade de vê-lo logo.

    Parabéns pelo texto, pelo blog e pela coragem de não me convidar! :)

    https://coolturalblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  10. Ahaha...Mailson vai dar certo!
    Quando sair em DVD vamos marcar uma sessão \o/

    ResponderExcluir
  11. O documentário está sendo exibido várias vezes agora pelo canal Multishow, e sempre que possível assisto. Não deveria, porque SEMPRE fico bem mal vendo tudo pelo que ela passou. As relações tóxicas que ela tinha, que de nada acrescentavam na vida dela, pelo contrário, só traziam coisas ruins. Muito triste ver que quando ela tentava se reerguer, haviam pessoas lá para puxá-la para baixo de novo, inclusive da própria família. Sem contar o assédio da mídia, lamentável...
    Nunca fui fã da Amy e quando ela morreu eu imaginei que fosse pura e simplesmente overdose, como acontece com muitos outros artistas. Não passava pela minha cabeça tudo o que ela de fato viveu e muito menos a grandiosidade dela como cantora. Esse documentário serviu muito para abrir minha cabeça quanto a isso. Mexeu comigo de uma forma muito grande.

    (Carol)

    ResponderExcluir

TWITTER